Acelera o metabolismo: 25 truques para queimar mais calorias | Emagrecer

Rate this post

Com cada añito que cumprimos o metabolismo vai enlenteciendo e que nos custa mais manter o peso geralmente, e se não fizermos nada para cuidar dele, começamos a ganhar quilos comendo ou a treinar como antes. Não te resignes, pensando que são coisas da idade, não é tão difícil voltar a colocar o metabolismo em marcha e voltar a queimar como quando você tinha 15 anos e comías como uma lima sem engordar, nós ensinamos-lhe como.



Os especialistas dizem que o metabolismo se torna vago com a idade, pois a partir dos 35 anos começa a diminuir a porcentagem de músculo e se não fizermos nada para evitar isso, queimam menos calorias a cada dia e começa a acumular-se na gordura onde antes não havia. O processo de envelhecimento está associado a barriga de gordura e peso, mas cada vez há mais pessoas que chegam aos 50 com melhores corpos que quando tinham 20 anos de idade, e, em muitos casos, não passaram pelo centro cirúrgico, o que têm feito é ir aprendendo como funciona o metabolismo para treinar de forma correta, comendo melhor e entrar em marcha para queimar calorias a cada ano.


→ Mulheres um caso à parte


As mulheres têm uma taxa de metabolismo basal menor que os homens, primeiro, porque costumam ser de menor altura e menos peso do que eles e, segundo, porque, em geral, têm mais gordura extra para a maternidade e menos massa muscular. O que parece ser uma desvantagem, na verdade, assegura a sobrevivência da espécie; já sabe… estamos preparadas para ser mães e sobreviver em épocas de má alimentação sem deixar de ser sexy. Antigamente, a juventude de uma mulher se mede por suas encantadoras mofletes e rolinhos que iam perdendo a envelhecer junto a sua frescura; mas a boa alimentação mudou as regras, agora as mulheres de meia-idade acumulam gordura, como se fossem jovens em idade fértil e isso já não é atraente. Os pesquisadores descobriram que uma mulher adulta ganha uma média de 500-600 gramas cada ano, o que pode fazer com que se acumulem entre cerca de 10-15 quilos dos 20 aos 40 anos.


As mudanças hormonais, a gravidez, o pós-gravidez, o estresse, a falta de tempo para fazer exercício, etc. parecem conspirar contra as mulheres de hoje em dia para chegar à menopausa revestidas de uma camada de gordura difícil de eliminar. Algumas mudanças são inevitáveis, pode-se viver com brancos ou teñirte o cabelo se você não gosta, mas contra os quilos, melhor que não se deve tornar um hábito para eles ou se fajes para disimularlos, com os gorduchos vêm associados uma série de problemas de saúde, e quanto mais cedo se os tires, mais saudável e você estará mais desfrutar da vida em qualquer idade.



O metabolismo é determinado pela genética, o nosso corpo é uma máquina complexa que pode funcionar com muitas velocidades diferentes, mas todos nós sabemos que temos uma natureza básica, há tartarugas e coelhos, leopardos e coalas, mas, felizmente, a mente é uma ferramenta poderosa que nos faz adaptar a todas as situações e alterá-las a nosso favor.


Para agir com inteligência, você tem que estudar um pouco de fisiologia e nutrição, não se assuste com o que vem a seguir, quando o aluno compreenda os fatores que influenciam o metabolismo, você aprenderá a lidar com a sua conveniência.


Existem várias fórmulas para calcular o metabolismo de uma pessoa, nenhuma é totalmente exata , e até as máquinas mais modernas estão errados porque cada pessoa é diferente e é impossível analisar todos os fatores que fazem com que algumas pessoas tenham uma taxa metabólica mais ativa do que o outro, não funciona da mesma forma a cada dia ou a cada fase de nossa vida.


A tecnologia nos facilita o trabalho, as novas balanças para pesar têm os nossos dados e podem medir a gordura e músculo, os monitores nos permitem monitorizar os treinos, o GPS nos dá a velocidade e quilometragem, também podemos medir a potência em watts, etc. lhe dar uma idéia aproximada, use-os e descubra como você funciona. De momento, que vamos te dar uma fórmula para que você possa calcular de forma aproximada as calorias que você precisa por dia. Pode lhe parecer um rolo com muitas palhaçadas malucas, mas pegue papel e calculadora e dedique alguns minutos a calcular. Nela desglosamos os fatores mais comuns que interferem no metabolismo e como podemos intervir para isso, utilize a calculadora e começa a escrever:


O metabolismo basal (MB), é a energia mínima que você precisa para manter a atividade básica de seu corpo sem sair, por entrar um exemplo é o salário-base mínimo. São as calorias que você precisa para deitar-se no sofá e não fazer nada: respirar, manter a temperatura constante, o batimento cardíaco em repouso, etc.


É calculado com o peso ideal em kg, o peso com que você se encontra confortável e sem barriga. Para os homens, se necessita de 1 caloria por quilo de peso e hora; as mulheres, um pouco menos: 0,95 calorias por quilo de peso e a hora.


Por exemplo, calculemos os valores para um casal Sport Life:



  • Adão tem um peso de 75 kg, por conseguinte, o seu metabolismo basal será de 1.800 cal/dia (75 kg x 24 horas x 1 cal)


  • Eva tem um peso perfeito de 55 kg, portanto, o seu metabolismo basal será de 1.254 cal/dia (55 quilos x 24 horas x 0,95 cal)

A taxa de actividade física (TA), tem em conta as calorias ou energia que você gasta no exercício. Depende de você, quanto mais você se move, mais calorias você gasta. Por isso o esporte ajuda a emagrecer e a perder gordura.


São definidos vários graus de atividade:


→ Atividade muito sedentária. Repouso doença, dormir: 10% do MB (MB x 0,1).


→ Atividade sedentária. Trabalhos sentados ou de pé: 15% do MB (MB x 0,15).


→ Atividade moderada. Trabalhos ativos (garçons, tarefas de casa, passeios, cuidado de crianças): 25% do MB (MB x 0,25).


→ Atividade alta. Caminhar rápido, correr a pé, esporte em equipe, trabalho com cargas, esqui, ciclismo, ténis, dança: 50% do MB (MB x 0,5).


→ Atividade extrema. Treinamento aeróbico intenso para competição. Esforços extremos. Varia entre 75% ou 100% do MB (MB x 0,75 ou MB x 1).



  • Adão é um cara Sport Life que pratica uma hora de desporto ao dia. Por conseguinte, o seu TA é de 900 calorias (1.800 cal/dia x 0,5)


  • Eva também é garota Sport Life que não passa um dia sem fazer exercício e o seu TA é de 627 calorias (1.254 cal/dia x 0,5)

10%, corresponde à despesa ou consumo digestivo, são as calorias que você precisa para fazer a digestão. Corresponde a 10% do valor do metabolismo basal.



  • 180 calorias (1.800 x 0,1) para o nosso homem exemplo.


  • 125 calorias (1.254 x 0,1) para a nossa menina exemplo.

As horas de sono diminuem em 10% o metabolismo basal (0,1 calorias/kg de peso/hora de sono). Quanto mais você dorme, menos você gasta (lembre-se dos ursos que passam o inverno hibernando apenas alimentos). Imagine que você dorme 8 horas, como aconselha-se a um desportista.



  • Seguindo com o exemplo, teremos que subtrair 60 Cal (8 h x 75 kg x 0,1 calorias) a Adão.


  • E menos 44 Cal (8 h 55 x g x 0,1 calorias) a Eva.

A idade também influencia. A maior idade, menos calorias você precisa. Por isso é que se começa a engordar com mais facilidade com os anos e é recomendado fazer exercício para manter o tônus muscular e que não diminua o metabolismo basal. Para calcular-se a subtracção:


A partir de 35 anos, resta 2% do MB.


Entre os 55 e os 75 anos, subtração 5% do MB.


A partir dos 75 anos, resta 7% do MB.



  • Adão tem 35 anos e por isso que devemos subtrair 36 calorias (1.800 x 0,02)


  • Eva, tem 31 anos, portanto ainda não diminuiu sua taxa metabólica e não resta nada.

A constituição também influencia. Quanto menos músculos, menos calorias você precisa para manter-se. Por isso, você deve subtrair:


10% do MB, se você tem pouca massa muscular ou você é uma pessoa muito fina


5% do MB, se você tem uma constituição normal


Não seja nada, se for uma constituição atlética e musculoso.



  • O nosso Adão, é de constituição normal, o que resta a 5% de 1800 Cal. Ou seja 90 Cal (1.800 calorias/dia x 0, 05)


  • Nossa Eva, não resta nada, porque é de genética atlética e não tem gordura supérflua.

O sexo, não podia faltar nesta fórmula. Apenas se tem em conta se você é uma mulher, porque eles são mais poupança do ponto de vista energético e torram menos energia do que os homens. É subtraído de 10% do metabolismo basal.



  • Eva resta 125 calorias (1.254 calorias/dia x 0,1) para a fórmula.

E vamos ao valor calórico total (VCT), o número de calorias que seu corpo precisa todos os dias. Aplicamos esta fórmula a todos os dados calculados:


VCT = MB + TA + 10% – (SONHO + IDADE + CONSTITUIÇÃO + SEXO)


Com todos estes dados, podemos calcular o VCT de nossos exemplos:



  • Adão, o homem de 75 kg, 35 anos de idade, o atleta amador precisa:

VCT: 1.800 + 900 + 180 – (60 + 36 + 90 + 0) = 2.694 ou 2.700 calorias por dia



  • E Eva, mulher de 55 Kg, 31 anos de idade, muito desportista e de constituição atlética:

VCT: 1.254 + 627 + 125 – (44 + 0 + 0 + 125) = 1.837 ou 1.800 calorias por dia



1. Faça o exercício a cada dia. Não se enganamos, o único segredo para queimar gordura e manter o metabolismo ativo é fazer exercício. Não há desculpas e qualquer atividade física vale, a partir de sair para andar rápido, limpar a casa, correr, nadar, fazer musculação… o corpo em movimento precisa de energia, e a atividade física ativa os mecanismos para liberar a gordura e obter glicose. Todas as dicas que vêm a seguir não funcionam se você não começar a se mover e mudar sua vida para ser uma pessoa ativa, que sobe escadas, anda em vez de ir de carro, evite o sofá e está a cada dia pelo menos 45 minutos para fazer desporto.


2. Sofre, trabalha e molha a camisa. A maioria das pessoas atletas desfrutamos com o exercício. As endorfinas são liberados ao fazer esporte ajudam a eliminar o stress e a ansiedade e proporcionar felicidade. Mas se treinar sem sofrer, no que se chama “zona de conforto” deixamos de queimar calorias de forma eficiente. Há que inserir os bons e os maus momentos no treino, sem excessos que podem causar lesões. O suor é o melhor indicador de que o metabolismo está em andamento, a queimar calorias e eliminar gorduras.


3. Toma diária. Comer ativa o metabolismo, especialmente depois do jejum prolongado de uma noite de sono. Se você comer o pequeno almoço a primeira hora, também gaste mais calorias ao longo de todo o dia. Quando você começar o dia com um bom café da manhã, você está dando ao seu corpo tudo o que você precisa para restabelecer-se após o jejum noturno e você tem menos fome o resto do dia. Ao manter constantes os níveis de glicose e insulina, pode resistir a outros alimentos menos saudáveis, como os bolos, os churros ou o sanduíche ferro de engomar, à hora do café no escritório. E os benefícios não apenas são visíveis a curto prazo, vários estudos têm demonstrado que os que almoçam diariamente não somente para manter um peso estável, com os anos, eles também tendem a ser mais longas e saudáveis do que aqueles que não tomam nada, ao levantar-se.


4. Inclui gorduras na dieta. Um trabalho publicado na revista Cell Metabolism, encontrou que introduzir gorduras saudáveis na dieta leva a níveis mais equilibrados de açúcar e colesterol. Adicionar à dieta um nível de gordura adequado parece crucial para ativar os genes do fígado envolvidos no metabolismo, e não bastaria ter gordura de reserva…Mas sem ser extravagante. Outro estudo italiano na revista Journal of Clinical Endocrinology and Metabolism encontrou o que queimam mais calorias, tomando refeições ricas em proteínas e pobres em gordura. Parece contradizer o ponto anterior, mas o que tenho visto é que, com o mesmo número de calorias por refeição, os alimentos ricos em proteínas e hidratos de carbono provocam maior gasto calórico (termogênese) que os alimentos ricos em gordura. Isto pode explicar porque algumas pessoas engordam apesar de comer muito pouco (menos de 1.000 calorias por dia), uma vez que tomam porções pequenas de alimentos muito ricos em gordura (barrinhas de chocolate, mini-hambúrguer, pizza, chocolate ou bocadillitos, etc.)


5. Bebe o chá. O chá contém cafeína em doses pequenas ao lado flavonóides, antioxidantes que cuidam de sua saúde e ajudam a queimar as gorduras extras. O chá vermelho, ou Pu-Erh, tem fama de emagrecimento, regular o colesterol, ativar o metabolismo do fígado, aliviar as ressacas e aumentar a diurese. Os atletas chamam a carnitina dos chás, porque parece liberar as gorduras armazenadas para que sejam queimados nas mitocôndrias, quando você precisar de energia durante o exercício. O chá verde é o chá mais natural e menos fermentando por isso que contém cafeína, em doses baixas e maior quantidade de antioxidantes como as catequinas. Também é utilizado para reduzir o apetite e aumentar o metabolismo basal.


6. Treine em jejum. É algo muito comum entre atletas, funciona se for bem feito, mas não se deve abusar dessa prática. A idéia é treinar a primeira hora, com o corpo completamente em jejum, sem ter tomado qualquer alimento a partir das 22:00 h da noite anterior. O objetivo é que, ao não contar com reservas de glicose ou glicogênio muscular para manter a atividade, se obtém energia a partir das gorduras de reserva. Se você abusar deixa de funcionar, não vale se você é das pessoas que treina muito fraco se você não toma, ou que passa tanta fome que toma duas vezes depois de treinar em jejum.


7. Não passe fome… Esqueça as dietas de baixa caloria, não funcionam a longo prazo e não se dão a energia para ser uma pessoa ativa e realizar exercício físico, que já te temos dito é a única maneira de ter um metabolismo “queimador” e ativo. Para emagrecer você tem que gastar mais calorias do que as que você comeu e comendo também se gasta energia para absorver, transportar, armazenar e metabolizar os alimentos. O chamado efeito térmico dos alimentos aumenta o metabolismo em repouso entre 8 e 16% durante as duas ou três horas após a refeição. O metabolismo trabalha a seu favor, se você comer funciona melhor, mas se não comer o que você precisa a cada dia, se relaciona para economizar energia e gasta-se menos, é o que acumula mais gordura e estagna o peso… maximiza o volume. Sim, você pode gastar mais calorias cada dia comendo, mas sempre que escolha bem o que você come. O corpo precisa de energia para fazer a digestão das refeições, o truque é escolher os alimentos que comemos, por seu volume e conteúdo em calorias, é dizer: “encher o estômago o máximo com o menor número de calorias por refeição” com os chamados “Big Foods” (alimentos grandes) aqueles com uma baixa densidade energética, ou que contêm poucas calorias, mas ocupam um grande volume, são muito ricos em fibra, que produz saciedade e ajudam a perder peso. A maioria dos vegetais são ricos em água e fibras, como o repolho, pimentão, nabo, abóbora, abobrinha, pepino, aipo, cebola, couves, lombarda, etc.


8. Picotea com inteligência. Fazer 7 refeições por dia ajuda a manter o metabolismo ativo e queimando constantemente. Além disso, você garante um aporte de energia, vitaminas e minerais correto e equilibrado para ter energia e uma boa combustão dos alimentos, o que fará com que aumente seu gasto calórico, mantendo alto o metabolismo. Além das três refeições principais, recupera o almoço e o lanche leves, algo leve antes de ir dormir, etc. sempre com alimentos baixos em calorias e ricos em fibras, como biscoitos integrais, queijos frescos, iogurtes, frutas secas, frutas, etc., para explorar sua riqueza em vitaminas e minerais e completar a sua alimentação.


9. Controla os carboidratos. Muito importante: não caia no erro de excluir os hidratos de carbono, são uma boa fonte de energia e necessita cada dia, especialmente se você fizer exercício aeróbico ou você é uma pessoa muito ativa. Procure escolher alimentos ricos em carboidratos de índice glicêmico baixo (cereais integrais, arroz integral, verduras, legumes, frutas, etc.), evitando os de índice glicêmico alto, como os açúcares, doces, massas, batatas, cenouras, pão, etc.


10. Alimenta seus músculos com proteínas saudáveis. Para conseguir uma maior porcentagem de massa muscular não basta o exercício específico, necessita que a alimentação aporte de aminoácidos para criar as proteínas que formam os músculos. Você deve tentar de todas as suas refeições tenham “equilíbrio protéico”. Escolha os alimentos ricos em proteínas com baixo percentual de gordura, como carne de frango e aves, os peixes, os ovos cozidos, queijos frescos, leguminosas como a soja e produtos lácteos, como iogurte e o requeijão porque as proteínas têm um efeito estimulante sobre o metabolismo e interferem na eliminação das gorduras.


11. Reduz a sua “eficiência”. Quanto mais você treinar um esporte, melhor se lhe dá e de forma mais eficiente trabalha… o que significa que você gasta menos calorias para fazer o mesmo exercício. Digamos que custa cada vez menos fazer o mesmo que ao primeiro; por isso há que mudar, vai melhorar, e “queimar” mais, sofre e faça o que mais lhe custa nos treinos: séries de velocidade, sprint, fartlek ou mudanças de ritmos, mistura aeróbicos e anaeróbicos, dobra treinos, trabalha diferentes grupos musculares, utiliza elementos de melhoria (aletas, elásticos, pesos, etc). E eu sei “infiel” no centro de fitness. Pela mesma razão por que há que mudar os treinos, também adelgazas mais rapidamente quando você começar uma nova atividade. Pode ser que você esteja correndo uma hora cada dia, e não tenha desbastadas um grama, mas um dia você vai de 35 minutos para a piscina e apesar de seu estilo “traça” você perdeu meio quilo. A explicação está em que seus músculos não estão acostumados a esse tipo de movimentos, assim que gastam mais energia para se mover até que melhorias do seu estilo, e você se torna mais eficiente.


12. Baixo aquecimento. De acordo com um estúdio em londres, publicado na revista Obesity Reviews, aquecimento no inverno pode estar contribuindo para o aumento da obesidade em países desenvolvidos. Somos mamíferos, e nós temos um tipo de gordura conhecida como “gordura marrom”, que se encarrega de “queimar energia para manter a temperatura corporal quando chega o frio. No entanto, com o aquecimento no inverno, os seres humanos estamos perdendo a capacidade de regular a nossa temperatura, gastando calorias no processo. Reduzir alguns graus da temperatura não é apenas uma questão de economia de energia para o planeta, também pode frear o aumento da obesidade e ajudá-lo a queimar calorias extras de forma natural.


13. Adoça-se com canela. Os estudos realizados com canela descobriram que basta tomar 1 grama de canela por dia (um quarto de colher de chá) para diminuir em até 30% os níveis de glicose, colesterol e gordura no sangue. Para as pessoas com diabetes tipo 2 que não respondem à insulina, a canela contém componentes que aumentam a sensibilidade à insulina e aumenta o metabolismo energético até 20 vezes. Com a vantagem de que só contém 3 calorias por grama, e pode ser usado para acrescentar às refeições ou tomar como infusão a cada dia.


14. Abacaxi e mamão. Estas frutas tropicais são muito baixas em calorias e gorduras, mas também têm uma substância com ação de enzima que ajuda a digestão das proteínas e favorecem a queima de gorduras. Acrescenta abacaxi ou mamão natural e recém-cortada aos seus pratos, especialmente à noite.


15. Toma um leite de cada dia. O leite deixou de ser um alimento é proibido na dieta por seu alto teor de gordura, porque eles têm sido publicados vários estudos científicos que demonstram que as pessoas que tomam 3 porções de laticínios (leite, queijos ou iogurte) de cada dia podem chegar a perder mais peso numa dieta que os que não os tomam. A explicação parece estar no que os lácteos são fonte de proteínas, vitamina D e cálcio, uma combinação ideal para acelerar a queima de gorduras. E se o leite de vaca alimentada com pastagens naturais contém ingredientes, como o CLA (Ácido linoléico conjugado), que ajudam a reduzir o peso e a gordura extra.


16. E não se esqueça do iogurte. Além de vitamina D, proteínas e cálcio, é um alimento com bactérias vivas, um probiótico que ajuda a manter a flora intestinal. Foi visto que a maioria das pessoas obesas têm alterações na microflora que se normalizam quando perdem peso.


17. Peixe de cada dia. Se quiser manter o músculo ativo o peixe fornece proteínas, fósforo e ácidos graxos ômega-3, especialmente os peixes de águas frias, como o arenque, sardinha, cavala, salmão, etc, Estas gorduras são anti-inflamatórias e reduzem a resistência à insulina, melhorando o desempenho muscular e evitando lesões para que você possa treinar duro e queimar mais gordura.


18. Vitaminas e minerais para ativar o seu metabolismo. As vitaminas e os minerais não magro, mas são necessárias para obter energia a partir dos alimentos, e algumas são essenciais para o metabolismo energético. Se você quer “queimar” combustível, você deve ter cuidado com a dosagem de vitaminas B, importantes para o metabolismo e que atuam em conjunto: a B1 é a dos carboidratos, a B2, ajuda a metabolizar gorduras, proteínas e carboidratos, a B3 produz energia a partir dos carboidratos, gorduras e proteínas, a B5 evita a fadiga, a B6 ajuda a síntese de proteínas, a B12 aumenta a energia, porque intervém no aproveitamento de gorduras, carboidratos e proteínas e o ácido fólico é necessário para a divisão celular e para aproveitar a glicose e os aminoácidos. Sem esquecer de minerais como o ferro, essencial para transportar o oxigênio para os músculos que se movem e se queimam as gorduras, cromo, que intervém no metabolismo da insulina e da glicose e zinco, que é parte de enzimas metabólicas e o hormônio testosterona necessária para fabricar mais músculo.


19. Evite o álcool. Após as gorduras, o álcool é o alimento com maior densidade energética. Cada grama de álcool tem 7 calorias, um whisky com cauda, que pode chegar a até 400 calorias por copo, e não enche o estômago em absoluto. Além disso, o álcool é metabolizado rapidamente, sem fornecer vitaminas ou minerais. A pior combinação é tomar uma refeição rica em gordura com um álcool (transversal com uma garrafa de vinho tinto), porque o metabolismo queima do álcool, de preferência, para apagá-lo rapidamente, e o excesso de calorias da gordura não é metabolizada e é depositado na forma de gordura.


20. Mas você pode tomar vinho tinto. Sim, parece que eu me contradigo, mas é que o vinho tinto é rico em substâncias antioxidantes com propriedades saudáveis. A mais conhecida e estudada é o resveratrol, que, segundo um estudo dinamarquês, publicado na revista Internacional Journal of Obesity, se tomada diariamente, pode melhorar o perfil metabólico de pessoas com obesidade. O resveratrol parece ter um efeito anti-inflamatório no tecido adiposo, reduzindo os efeitos das substâncias conhecidas como adipocinas envolvidos na obesidade.


21. Adicione especiarias picantes. As especiarias e picantes (pimentas recheadas, curry, pimenta, pimentão, pimenta, tabasco, etc.) têm substâncias como a capsaicina, que ocasionam maior gasto de energia pelo simples fato de que levá-los, geram calor. São termogênicos baratos e naturais que aceleram a combustão energética e atuam como queima de gorduras durante a digestão e a maioria também são bons digestivos e anti-sépticos para evitar infecções.


22. Bebe bem, bebe água. As sensações de fome e de sede são controladas por diferentes mecanismos no cérebro, mas a maioria das pessoas não sabe distingui-las, muitas vezes se come quando se deve beber, evite beber bebidas, nem açúcar, nem sem calorias. Tente beber água ou chás caseiros (chás, ervas) ao longo do dia para evitar a desidratação, reduzindo a ansiedade e ajudar a limpar e eliminar as toxinas que podem favorecer o acúmulo de gordura. Se, além disso, beber água fria, queimas mais pelo trabalho que supõe aquecer a água até a temperatura corporal, um estudo diz que 6 copos de água gelada por dia produzem um gasto de 50 calorias por dia, cerca de 2 quilos a menos por ano.


23. Evita a rotina em sua alimentação e coma natural e caseiro. Aprenda a cozinhar, faça a compra, indique os menus e varia o que você come cada dia.- Não utilize sempre os mesmos alimentos, por conveniência. O corpo habitua-se a obter a energia até a alface se a comes todos os dias. Há que surpreender o sistema digestivo com alimentos variados e de temporada, ricos em antioxidantes, vitaminas, minerais e outras substâncias saudáveis. Sempre que possa escolher alimentos orgânicos, um estudo canadense descobriu que a maioria das substâncias tóxicas, como os organoclorados, os pesticidas e se acumulam nas células de gordura de reserva, impedindo a mobilização destas; parece que as toxinas interferem na hora de queimar energia e favorecem a obesidade.


24. Fecha a cozinha depois das 21:00 pm. Pela noite, o corpo se prepara para o descanso e desacelera o motor, por que se queimam menos calorias durante o dia, a não ser que você vá para dançar salsa! Se o seu horário não permite um jantar antes, procura tomar um lanche a meio da tarde e um jantar leve antes de deitar… Mas você pode tomar alguma coisa antes de dormir. Sim, parece uma contradição, mas está provado que as pessoas que tomam um lanche leve antes de dormir mantêm o peso sem problemas. Ainda não se sabe o mecanismo, mas parece que tomar um alimento proteico (leite com chocolate, um iogurte, uma barra proteica, etc), antes de dormir, evite o jejum prolongado e favorece a regeneração muscular noturna, que tem sua lógica, pois, se se cuida muscular, o metabolismo é mais ativo.


25. Seja constante e paciente com o metabolismo. Acelerar o seu metabolismo é ir contra o processo natural do envelhecimento, você tem que conseguir aumentar e manter a massa muscular para queimar a gordura de reserva, isto não é possível em um par de semanas. Você precisa criar novos hábitos dietéticos e de treinamento para que o seu metabolismo se ponha em marcha.


O que acontece com o café? O café é a fonte habitual de cafeína, um estimulante que melhora o desempenho, tem efeito diurético e ajuda a perder peso. Muitas pessoas atletas tomam café para queimar gordura e manter o metabolismo ativo. É um poderoso queima de gordura natural, mas não há que esquecer que até as substâncias naturais têm efeitos colaterais, e o abuso de cafeína pode causar taquicardia, ansiedade, desidratação, etc., Pode tomar café a cada dia, sempre que você controla as quantidades e não abuses, pois seu corpo acostuma-se com a dose e a cada vez, você vai precisar de mais para sentir-se ativa e se mantém com o motor em marcha. A combinação de cafeína com carboidratos irá ajudá-lo a aumentar o rendimento desportivo, conforme acaba de publicar na Conferência Internacional Sports Science & Sports Medicine Conference, em dezembro de 2012. Analisaram as diferentes aptidões desportivas de 8 jogadores de futebol e ao usar bebidas de carboidratos com cafeína os resultados eram claros, maior intensidade e resistência que, quando tomavam bebidas de carboidratos sem cafeína ou placebos. É claro que se você treinar duro e por mais tempo, queimar mais gordura e ativa o metabolismo, mas não abuses e o faça todos os dias. Utiliza o efeito do café para dar faísca quando você precisar.